Parceria com a 

Missão Paz

O que avaliamos?

A parceria com a Missão Paz teve início em 2006 e permanece ativa até aos dias de hoje e esta avaliação, que decorreu entre abril e julho de 2017, teve um duplo papel: por um lado, analisar a sua relevância, eficiência, efetividade, impacto e sustentabilidade, e por outro, identificar aprendizados estratégicos para aperfeiçoar o trabalho realizado e informar futuras iniciativas. 

A estes objetivos, somava-se um grande desafio: uma avaliação de uma parceria que, embora tenha gerado muita informação sobre o tema da migração e trabalho forçado, não possuía uma teoria de mudança clara. Por esse motivo, fez-se necessário começar o processo de avaliação com a reconstrução da Teoria de Mudança da parceria e nesse processo foram identificados os três grandes objetivos da parceria: 

  1. Fortalecer a Missão Paz para que cumpra a sua missão de forma efetiva e sustentável; 
  2. Garantir aos imigrantes a valorização da sua cultura, bem como serviços de acolhimento, regularização, empoderamento e apoio quando vítimas de exploração ou violência; 
  3. Produzir conhecimento relevante para influenciar legislação e políticas sobre imigração e informar a sociedade. 

Resultados 

Os avaliadores consideraram o desempenho geral da parceria como muito bom, numa escala de cinco itens: Excelente, Muito Bom, Bom, Regular e Insuficiente. Veja os principais achados em cada um dos critérios avaliados abaixo: 

Relevância: excelente.

A exploração do trabalho de migrantes na cadeia da moda é ainda um desafio premente; as políticas públicas ainda são inadequadas; e a demanda por atendimento mantem-se elevada. Os propósitos da parceria estão muito alinhados com as missões de Instituto C&A e Missão Paz; 

Eficiência: muito mom.

As relações de governança, o desenho da parceria, a flexibilidade de implementação e os recursos alocados mostraram-se muito adequados. Ainda assim, foram assinaladas limitações nas ações de monitoramento e auto-avaliação, o que limitou aprendizagem estruturada. 

Eficácia: muito bom.

A parceria contribuiu positivamente para mudanças em legislação e políticas públicas de migração, além de ter contribuído para o fortalecimento da Missão Paz, para a qualificações do atendimento a imigrantes e para a produção e disseminação de conhecimento sobre o tema. Na mesma rubrica, foram identificadas oportunidades de melhorias nas atividades de empoderamento individual e coletivo de imigrantes e na disseminação da causa para a sociedade em geral. 

Impacto: excelente.

Desde 2006, a Missão Paz apoiou a regularização de 67 mil imigrantes, além de ter influenciado diretamente o desenvolvimento de programas e políticas públicas nos níveis federal e municipal. A isso, soma-se ainda o fortalecimento da Missão Paz enquanto organização, desde a ampliação e qualificação da equipe a melhorias na sua infraestrutura. 

Sustentabilidade: muito bom.

No contexto da sustentabilidade dos resultados obtidos, a criação e/ou qualificação de leis, políticas e programas públicos para imigrantes tendem a garantir a sustentabilidade dos direitos adquiridos. No que diz respeito à Missão Paz, as lideranças fortes, equipe capacitada, o reconhecimento público e o fato de dispor de parte significativa dos recursos necessários para o médio prazo, são identificados como sinais positivos. 

Aprendizados 

A avaliação fez recomendações e identificou desafios e vetores de mudança dos quais foram extraídos os seguintes aprendizados: 

- Uma parceria de longo prazo permite construir as bases para um maior e mais duradouro impacto. A parceria com a Missão Paz poderia dividir-se em três momentos: no primeiro, foram financiadas as atividades que já eram realizadas; no segundo, com os aprendizados do primeiro, foram identificados oportunidades de fortalecimento institucional; no terceiro, com resultados positivos em atendimento e fortalecimento institucional, identificou-se que a Missão Paz poderia ter um papel importante em advocacy pela causa.  

- O atendimento integrado aos imigrantes é um fator decisivo, mas deve ser acompanhado do empoderamento, inclusive político, dos imigrantes. 

- A flexibilidade do Instituto C&A para uso dos recursos e a capacidade de adaptação da Missão Paz foram muito importantes para que a parceria fosse responsiva às mudanças de contexto e oportunidades. 

- O perfil articulador, dinâmico e mobilizador da liderança da Missão Paz, bem como a forte presença da organização e do tema imigração na mídia, se mostraram muito importantes como instrumento de pressão para a qualificação de políticas públicas e mobilização de formadores de opinião.