Desafiando os papéis de gênero convencionais

O segundo maior empregador de mulheres na Índia é o setor da moda. Geralmente as mulheres que trabalham nas fábricas de roupas são oriundas de meios socioeconômicos desfavorecidos, possuem baixos níveis de alfabetização e vêm de famílias extremamente patriarcais, onde a violência doméstica é algo bastante comum.

Infelizmente, a violência baseada em gênero e o assédio sexual geralmente se estendem ao local de trabalho. Ao mesmo tempo em que o setor da moda oferece o primeiro emprego e é uma importante fonte de renda para essas mulheres, a mesma situação impede a indústria de ser a força para o bem que poderia ser.

Nosso parceiro Breakthrough está buscando soluções para resolver esse problema. Seus esforços incluem a mobilização comunitária e eventos em fábricas para educar e informar as mulheres sobre a intimidação sexual e como combatê-la.

Durante um evento que ocorreu em uma fábrica de roupas, a Breakthrough fez uso de um RPG (role-playing game) para fazer com que os trabalhadores questionassem os papéis convencionais de gênero impostos pela sociedade. Enquanto homens brancos faziam pão e trançavam cabelos, as mulheres usavam martelos e pregos. Ainda que tanto os homens quanto as mulheres desempenharam bem as suas tarefas, elas foram mais ativas em sua participação, enquanto os homens se mostraram mais hesitantes em admitir que já haviam realizado essas tarefas em casa na frente de outras pessoas.

Eventos comunitários, como o que foi realizado na fábrica de roupas, são de suma importância na luta contra o fim da violência baseada em gênero.  Uma vez que a desigualdade de gênero está tão profundamente arraigada à cultura, isso exige que organizações como a Breakthrough se aproximem das trabalhadoras e  trabalhadores, tanto dentro quanto fora do seu local de trabalho, para ajudá-los a imaginar um mundo com igualdade de gênero.

O trabalho de nosso parceiro Breakthrough nos lembra da incrível resiliência das pessoas que atuam na indústria da moda. No Instituto C&A , seguimos comprometidos com o trabalho em conjunto com parceiros como a Breakthrough para transformar a moda em uma força para o bem.

A fotógrafa Sharmistha Dutta, encarregada pela C&A Foundation, chama atenção sobre o trabalho forçado e o infantil, bem como sobre a desigualdade em relaçãoã à mulheres dentro da indústria da moda na Índia. Aqui ela compartilha histórias incríveis de amor, luta e esperança para o futuro das pessoas que conheceu.


Partilhar
Faridabad, India