Programa de Algodão Sustentável em Múltiplos Países

 

 
Programa: Matérias-primas sustentáveis
Título: Programa de Algodão Sustentável em Múltiplos Países na Índia, China e Paquistão
Parceiro: CottonConnect
Investimento: USD 6,18 milhões (C&A Foundation)
Duração: 4 anos (2014-17)
Alcance geográfico: China, Índia e Paquistão

 

O que foi avaliado?

O  Programa de Algodão Sustentável em Múltiplos Países, implementado pela CottonConnect na Índia, China e Paquistão, foi fundado  pelo time global do Instituto C&A,com o objetivo de promover o algodão sustentável. Os objetivos do programa eram 1) prover suporte técnico sobre práticas de agricultura orgânica aos produtores de algodão na Índia; 2) prover a irrigação por gotejamento para pequenos agricultores na Índia; 3) o desenvolvimento de sementes de algodão orgânico na China e na Índia, 4) a catalisação do setor de algodão sustentável através de parcerias (Mesa redonda do algodão orgânico) e 5) fazer a transição de agricultores em padrões de “Responsible Environment Enhanced Livelihoods” (REEL) para a “Better Cotton Initiative” (BCI) na Índia, China e no Paquistão. O programa englobou vários componentes, sendo que nem todos estavam presentes em todos os países e esses vários componentes independentes existiram antes de 2014 e evoluíram ao longo do tempo. 

A avaliação foi realizada de julho de 2017 a novembro de 2017. Os principais resultados para cada componente do programa são apresentados abaixo.

 

Resultados

No geral, a avaliação informou que os componentes individuais do programa promoveram o algodão sustentável com diferentes níveis de sucesso. Em geral, os componentes que trabalharam diretamente com os agricultores, ou seja, o programa de treinamento de produtores de algodão, acesso à irrigação por gotejamento, a mudança da conversão Responsible Environment Enhanced Livelihoods (REEL) para a Better Cotton Initiative (BCI), foram bem-sucedidos no cumprimento de seus objetivos.

  1.  Promoção da irrigação por gotejamento para pequenos agricultores (Índia)

  • Mobilização de diferentes agentes e instrumentos conduziram à adoção eficiente de irrigação por gotejamento. O parceiro de implementação local, o Programa de Apoio Rural Aga Khan (AKRSP), mobilizou, de forma eficaz, atividades de extensão para aumentar a adoção da irrigação por gotejamento entre pequenos agricultores no estado de Gujarat. Além disso, a iniciativa reuniu, com sucesso, os benefícios dos subsídios do governo, incluindo a facilidade na obtenção de juros, empréstimos sem garantia e flexibilidades nos pagamentos de empréstimos, de acordo com a situação econômica dos agricultores. A seleção do AKRSP, como parceiro com profunda experiência em irrigação por gotejamento, foi fundamental para esse sucesso. 
  1. Desenvolvimento de sementes orgânicas (China e Índia)

  • O desempenho foi misto devido ao estabelecimento de um prazo de tempo insuficiente (1 ano) para o desenvolvimento de sementes orgânicas. Embora o componente de desenvolvimento de sementes orgânicas fosse relevante para apoiar o crescimento e a sustentabilidade da produção de algodão orgânico, a seleção de quatro parceiros - três na Índia e um na China - para implementar a produção foi mista, considerando o período de um ano, que é curto, e também os fatores ambientais externos.  A CottonConnect também não conseguiu catalisar uma colaboração mais ampla entre outras iniciativas de sementes e partes interessadas para desenvolver incentivos de mercado de forma a obter apoio na produção de sementes orgânicas.
  1. Conversão de agricultores dos padrões REEL para BCI (China, Índia e Paquistão)

O Responsible Environment Enhanced Livelihoods (REEL) foi um treinamento agrícola de três anos, oferecido pela CottonConnect, que promoveu práticas de manejo de algodão similares ao padrão mais amplamente conhecido da Better Cotton Initiative (BCI). A iniciativa visava converter 11.019 agricultores REEL em toda a China, Índia e Paquistão aos padrões BCI.

  • Os objetivos de licenciamento não foram atingidos pelo programa. No programa de 2015/16, 57% dos agricultores-alvo foram convertidos em BCI, trabalhando com cinco projetos e, no de 2016/17, foram convertidos 81% dos agricultores-alvo, com seis projetos.
  • Mudanças positivas, como redução no consumo de água e o aumento na produção algodoeira média, foram reportados entre os agricultores BCI. Quanto ao componente do REEL para o BCI, os agricultores que aprenderam e praticaram os métodos promovidos, tiveram um aumento na produção média de algodão, redução no uso de água para o algodão, maiores lucros no cultivo e fizeram uso de pesticidas menos vezes em comparação aos produtores convencionais de algodão. No entanto, a avaliação descobriu que instituições comunitárias de agricultores não tiveram capacidade suficiente de oferecer suporte à conformidade no longo prazo com o padrão BCI. 
  1.  Mesa redonda sobre algodão orgânico (Índia)

A CottonConnect organizou uma Mesa redonda sobre algodão orgânico em março de 2014 como um primeiro passo em direção à sua visão de definir e desenvolver ações que seriam implementadas juntas com vários participantes da mesa redonda e outros agentes para a promoção do algodão sustentável em toda a Índia.

  • Os resultados da mesa redonda foram limitados ao desenvolvimento da OFCS, Secretaria de Algodão Justo e Orgânico:  Embora os objetivos fossem ambiciosos, o resultado imediato da mesa redonda foi a criação de uma Secretaria para algodão orgânico e justo (OFCS) com múltiplas partes interessadas, visando desenvolver os pontos de ação através do envolvimento de agentes-chave da indústria, incluindo a CottonConnect, Instituto C&A, Textile Exchange, Fairtrade International e bioRe Foundation. Houve uma falta de acompanhamento na implementação dos principais pontos de ação que surgiram na mesa redonda. 
  1. Programa de treinamento para agricultores de algodão orgânico (OCFTP) (Índia e Paquistão)

O Programa de treinamento para agricultores de algodão orgânico (OCFTP) foi a peça central do investimento d do time global do Instituto C&A. O objetivo do programa foi fornecer suporte técnico (na forma de treinamento dos agricultores) e financeiro (na forma de patrocínio do custo da certificação orgânica) aos agricultores algodoeiros para conversão da produção de algodão convencional para a orgânica. Além de um pequeno piloto no Paquistão, em 2014, a CottonConnect implementou esse programa através de parceiros locais nos quatro estados da Índia a partir de 2014, por um período de quatro anos.

  • Embora a relevância do programa tenha sido relatado como bom, a seleção de parceiros locais apropriados foi um desafio. O OCFTP foi relevante ao promover a produção de algodão orgânico no país e criar um foco de políticas para o manejo sustentável na Índia, além de estar alinhado à visão de algodão sustentável da C&A Foundation. A avaliação descobriu que a CottonConnect não foi bem-sucedida em desenvolver parcerias com as organizações esperadas e, como resultado, teve de identificar outros parceiros. Além disso, a seleção da área e dos agricultores no estado de Gujarat não foi a mais adequada devido à entrada de salinidade na região. Ainda assim, a CottonConnect se engajou com sucesso com uma variedade de interessados, com institutos técnicos, fornecedores de sementes/insumos, agências certificadoras, laboratórios de teste, etc., para facilitar a conversão para o algodão orgânico
  • O projeto do programa foi fraco e havia estabelecido alvos ambiciosos que foram revisitados durante a implementação: A escala de operações e metas previstas não era realista em comparação com as capacidades da equipe da CottonConnect. Isso foi refletido nos problemas do projeto do programa e nas mudanças e ajustes na metodologia de planejamento durante a implementação.
  • Os resultados da mudança na produção, nos custos agrícolas e no lucro líquido foram positivos, enquanto os resultados para outros indicadores foram inferiores à meta: A avaliação informou que, durante o período de subsídio, os agricultores do OCTFP aumentaram sua produtividade, reduziram os custos da produção de algodão e aumentaram seu lucro líquido por unidade de terra que excedeu a dos agricultores usados na comparação. Ao longo do período de desempenho do OCFTP, até agora, o lucro líquido médio por acre atingido até os anos de 2016-2017 excedeu o lucro líquido médio por acre dos agricultores de comparação. Outros indicadores, como a formação dos Comitês de Algodão Orgânico da Vila e suas reuniões, limitam-se ao compartilhamento de informações e não se tornaram instrumentos para facilitar o empoderamento dos agricultores para ajudar na vinculação aos mercados. Os agricultores visitados durante a avaliação relataram melhorias perceptíveis na qualidade da terra e do solo e, uma vez que os agricultores reconhecem os benefícios econômicos e ambientais das práticas de agricultura orgânica, espera-se que deem continuidade a ela.

 

O que aprendemos?

Os diferentes componentes do Programa de Algodão Sustentável  em Múltiplos Países ofereceu várias lições, com base nas quais as seguintes ações puderam ser absorvidas:

Para a C&A Foundation

  • Períodos de tempo realistas para componentes como desenvolvimento de sementes orgânicas e treinamento para agricultores orgânicos são vitais para se alcançar os resultados esperados: Programas como o desenvolvimento de sementes requerem pesquisas e testes durante várias estações de cultivo e, portanto, precisam de prazos e recursos mais longos para alcançar os resultados esperados. A formação de agricultores orgânicos não se limita ao deslocamento destes para o cultivo orgânico, mas também requer tempo suficiente para desenvolver organizações de produtores agrícolas para apoio e vínculos aos mercados. Isso geralmente leva anos, e não meses.
  • É importante ter uma compreensão mais próxima do contexto local e das capacidades dos parceiros para estabelecer expectativas de resultados realistas: Isso evitará correções indevidas de curso no meio de indicadores e metas da metodologia de planejamento dos programas. Ainda assim, o programa forneceu oportunidades importantes para a fundação aprender o manejo adaptativo.
  • Uma abordagem holística para o projeto do programa provavelmente fornecerá melhores resultados: O projeto do programa perdeu oportunidades de alavancar a sobreposição para melhorar os benefícios nas iniciativas relacionadas a agricultores, como a irrigação por gotejamento e a agricultura de algodão orgânico/BCI.
  • É essencial a atenção para sair da estratégia e para sustentabilidade do programa desde o projeto e durante sua implementação: Para a promoção sustentável do algodão orgânico/sustentável, a estratégia de saída deve ser definida nos estágios iniciais do desenvolvimento do projeto em coordenação com os parceiros.

Para parceiros e outros

  • A seleção cuidadosa de parceiros locais apropriados é fundamental para a obtenção de resultados: A seleção de parceiros apropriados doprojeto, que tenham interesse de longo prazo em abordagens e resultados, é vital para seu sucesso. O componente de irrigação por gotejamento capitalizou a experiência e as abordagens do AKRSP, que se alinharam bem com o CottonConnect. 
  • Mecanismos formais para capturar lições e facilitar a aprendizagem cruzada dentro dos parceiros de implementação são importantes para a melhoria contínua: Os programas devem integrar mecanismos para documentar experiências e lições em diferentes iniciativas e compartilhá-las com parceiros locais. Em vez de serem administrados isoladamente, pontos de contato comuns entre os parceiros facilitarão o compartilhamento de experiências e a aprendizagem do programa.