Permaneça conectado

Como o Programa de Voluntariado do Instituto C&A fortaleceu comunidades no Brasil em 2022

Fotografia: Ingrid Chaves (Yellow Fotografia) | Grupo de voluntários em frente ao MAPE, em Recife | 2022

Compartilhe este post

Durante o ano de 2022, o Programa de Voluntariado Corporativo do Instituto C&A promoveu mais de 300 ações e mobilizou mais de 4 mil voluntários para fortalecer diversas Organizações da Sociedade Civil em todas as regiões do Brasil. O número de associados e associadas que se dedicaram a ações voluntárias no ano passado representa cerca de 27% dos colaboradores de Lojas e Centros de Distribuição, além de 28% do Escritório Central da C&A.

Entre as quatro frentes que atualmente guiam o Instituto para construir novos futuros por meio da moda, o Voluntariado é o programa mais longevo, sensibilizando os colaboradores da marca há quase 32 anos. A longa existência é fruto de um trabalho colaborativo e direcionado a transformar comunidades e grupos que lutam para afirmar seus direitos sociais, políticos, econômicos, culturais e ecológicos.

Para dimensionar a importância da construção e consolidação de programas que endereçam as múltiplas necessidades sociais, bem como para o incentivo às ações voluntárias, de acordo com a Pesquisa Voluntariado no Brasil 2021, 15% das pessoas que doam parte de seu tempo e saberes tomaram a iniciativa a partir de programas corporativos, isto é, são impulsionadas pelas instituições nas quais trabalham.

Ao se aproximar do negócio C&A, o Instituto tem se apropriado, nos últimos anos, da moda como um lugar de expansão de novas perspectivas e possibilidades. Com esse foco como norte de sua atuação, tem atuado apoiando pessoas, por meio de oportunidades de trabalho, seja no Empreendedorismo ou Empregabilidade, além do entorno e onde atuam, voltando-se para o fortalecimento de suas próprias comunidades.

Em 2022, o Movimento Moda Para o Bem, iniciativa que conectou mais de 700 voluntários das Lojas C&A e Centros de Distribuição de todo Brasil a 35 ONGs, foi lançado. Com 56 ações em 24 cidades, o projeto beneficiou mais de 2 mil pessoas, direta e indiretamente, com a promoção de workshops de empoderamento, beleza e autoestima, educação financeira, upcycling, styling, empreendedorismo e oficinas de customização, e organização de bazares. 

“Nós acreditamos no poder transformador da moda e queremos levar novas possibilidades a essas comunidades, além de gerar acolhimento e troca entre nossos voluntários e as pessoas beneficiadas pelas atividades”, comenta Gustavo Narciso, Diretor Executivo do Instituto C&A. 

Outra ação realizada com os associados e associadas de Lojas/CDs foi a arrecadação de 28 mil peças para doação às organizações parceiras das mais de 330 lojas da varejista.

Fortalecer comunidades e construir novos futuros diz respeito direcionar esforços para atuar sob diversos recortes sociais. Assim como as frentes de Empreendedorismo e Empregabilidade, o Programa de Voluntariado também apoia grupos que enfrentam diversos desafios para se reafirmarem na sociedade, especialmente quando trata-se de territorialidade.

No último ano, o Instituto realizou duas grandes ações de voluntariado no estado de Pernambuco, importante cenário da moda no Brasil. Com a união entre Mindse7 C&A e a marca Reorder, a ação Oceans Matter recolheu 25 kg de resíduos e foi realizada com o apoio de voluntários na praia de Boa Viagem, em Recife.

Em outro momento, como forma de reconhecimento, 31 voluntários participaram do Intercâmbio Cultural 2022 e estiveram em Goiana, no Quilombo de Catucá, com grupo de mulheres artesãs e marisqueiras, para conhecerem a comunidade e participarem de atividades da região. Foram realizadas ações com a colaboração dos voluntários para estruturação da Rota do Quilombo de São Lourenço e seus canais de comunicação, capacitação de pequenas empreendedoras locais para a Feira de Artesanato, assessoria voltada ao empreendedorismo para as Quilombolas de São Lourenço, revitalização do espaço físico e a realização de um desfile onde a nova coleção de acessórios das Quilombolas foi divulgada.

Iara Cardoso desfila no fechamento do intercâmbio, em Goiana. Fotografia por Ingrid Chaves, 2022.
Iara Cardoso desfila no fechamento do intercâmbio, em Goiana. Fotografia por Ingrid Chaves, 2022.

Iniciativas como essa promovem a troca em rede, além de fortalecer a identidade de comunidades sob um recorte de sua potência territorial. Joana Silva, pesquisadora, trouxe, em entrevista para o Instituto Modefica, essa relevância para a população quilombola e como o processo ressignifica o entendimento dessas pessoas para um lugar de afirmação de espaço de liberdade. Neste sentido, quando Goiana é cenário de um intercâmbio cultural, o Instituto C&A promove não apenas esse entendimento local, mas desenvolve o imaginário do próprio voluntário, trazendo perspectivas sobre criação, inovação, cultura e fortalecimento local de quem tem o direito de pertencer.

Odair, voluntário do Instituto C&A há quase 5 anos, no MAPE, Recife.
Odair, voluntário do Instituto C&A há quase 5 anos, no MAPE, Recife. Fotografia por Ingrid Chaves, 2022.

Os voluntários do Escritório Central também foram mobilizados para diversas ações ao longo do ano, onde puderam compartilhar habilidades técnicas com as pessoas apoiadas como no Dia da Criança Migrante, em que desenvolveram brincadeiras que discutiam o combate do trabalho análogo à escravidão infantil; ou participar, ainda, de atividades de apoio estrutural, como o Pimp My Oficina, realizado no CAMI (Centro de Apoio e Pastoral do Migrante).

Voluntários revitalizam a fachada do CAMI em São Paulo, 2022. Fotografia por JGR Comunicação.
Voluntários revitalizam a fachada do CAMI em São Paulo, 2022. Fotografia por JGR Comunicação.

Os programas do Instituto C&A são transversais e se conectam nos projetos desenvolvidos, como o Minha Carreira na Moda, primeira ação do Programa de Empregabilidade, que mobilizou voluntários para falar sobre carreiras possíveis no segmento em pílulas no Instagram do pilar social da C&A, e para serem mentores dos estudantes selecionados no Meu Futuro na Moda. Já no Muito Mais On, outra iniciativa online, os profissionais do Escritório Central puderam trocar com a rede do Instituto C&A conhecimentos sobre comunicação, produto, comercialização e finanças, por exemplo.

Conectado a isso, os voluntários ainda tiveram a oportunidade de abrir as portas da C&A, em Barueri, para 30 estudantes de Técnico em Modelagem do Vestuário da ETEC Tiquatira, contemplados por uma das ações da frente de Empregabilidade, para compartilharem um pouco do processo criativo que realizam na varejista.

Estudantes da ETEC Tiquatira com voluntários no Escritório Central da C&A, em São Paulo.
Estudantes da ETEC Tiquatira com voluntários no Escritório Central da C&A, em São Paulo. Fotografia por Instituto C&A, 2022.

Nesta frente, o Programa conta com as Ações de Time, exclusivas para equipes completas da C&A. Em 2022, o time do Jurídico foi conectado à Carisma para falar sobre os direitos das mulheres com as alunas do curso de Corte e Costura, e o time de Beleza fez uma roda sobre beleza e autoestima com mulheres apoiadas pela organização Monte Azul.

Em 2023, a frente de Voluntariado Corporativo continuará conectada ao propósito do Instituto C&A de construir novos futuros por meio da moda, sensibilizando e mobilizando sua rede para atuar em todo o território brasileiro com organizações sociais, empreendedores, estudantes e comunidades vulneráveis.

explore mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

);